Sobre os Sonhos

Sonhos são pseudovivências que ocorrem durante o sono.Sonhos são pseudovivências que ocorrem durante o sono.

Sonhos ocorrem 4 a 5 vezes por noite mas esquecemos 90 a 95% dos sonhos nos primeiros 10 minutos.

Sonhos – Clínica do Sono Dr. Anselmo Pinto

Os estudos apontam para cerca de 90 a 120 minutos de sonhos por noite.

Mas, se sonhamos tanto, e sabendo nós que na natureza nada ocorre por acaso, coloca-se a questão de saber para que serve o sonho?

Para termos a resposta também teríamos de ter uma resposta à questão  para que serve o sono. Apesar de haver várias teorias, não há nenhuma com comprovação científica.

• O sonho serviria  para nos defendermos de situações adversas para acontecimentos que poderiam acontecer na vida real. Seria  como que um treino. A favor seria o facto da maioria dos sonhos serem na maioria envoltos em ansiedade. Os tipos de sonhos e intensidades em alguns casos não se ajustam e esta hipótese. 

• Os sonhos  servem para fazer como que uma desfragmentação das experienciações, como se faz nos computadores. 

• Os sonhos seriam parte do processo de memorização que como se sabe está intimamente ligada à fase REM do sono.

• Os sonhos seriam não mais que um “filme” de vivências reais mas que se reuniriam ao acaso sem um sentido determinado ou  mesmo racional.

O que acontece durante o sono?

O sono é regulado pela parte mais primitiva do cérebro com mais de 300 milhões de anos de evolução, o pedúnculo cerebral; este é influenciado e influencia as partes mais recentes, a área límbica (200 milhões de anos) e o córtex cerebral (a mais recente).

Durante o sono ocorrem mudanças no cérebro detetáveis por exames objetivos como o EEG e Polissonografia (PSG) e em estudos de investigação outros métodos mais sofisticados como PETscans e estimulação eletromagnética.

O sono pode ser dividido em sono NREM, iniciais, em inglês para sem movimento rápido dos olhos e outra fase REM com movimentos rápidos dos olhos. A fase NREM ocorre usualmente nos primeiros 90 a 120 minutos do sono e começa com um tempo de ondas mais ou menos rápidas e que vão ficando mais lentas até atingir uma fase de ondas muito lentas. Estas subfases do sono NREM são denominadas de sonos S1, S2 e S3.

O sono REM é também denominado por sono paradoxal pois apesar de apresentar características de ondas semelhantes ao estado de acordado, o corpo, em condições normais, está paralisado no que diz respeito aos músculos responsáveis pelos movimentos.

Em que fase do sono ocorrem os sonhos?

Os sonhos ocorrem em maior percentagem no sono REM.

Normalmente durante os sonhos, apesar de estarmos num estado de consciência entre o acordado e o sono profundo, o nosso cérebro bloqueia a produção de serotonina, adrenalina e dopamina de modo a bloquear os músculos e assim não passarmos á ação.

Se não ocorrer este bloqueio muscular estaremos perante uma perturbação do sono REM.

Hoje em dia acredita-se, após várias experiencias em que se acordaram os voluntários em sono NREM que também há atividade onírica nesta fase se bem que em menor número, não recordável e com sonhos menos racionais.

Em todos os casos, durante a atividade onírica há uma maior atividade do córtex pré frontal, importante na consolidação de memórias para além de outras não menos importantes atividades relacionadas com a mente.

Sonhos nos cegos

Os cegos, após algum tempo com visão, sonham com as imagens vistas enquanto que os cegos de nascença não têm sonhos com imagens mas relatam sonhos com cheiros, tato e audição.

É curioso o observado em alguns estudos em cegos; por exemplo, quando leem Braile são ativados no cérebro centros de leitura iguais aos dos não cegos.

Características dos sonhos 

• Nos sonhos não  inventamos faces, são sempre imagens já visualizadas.Estudo com mais de 100 000 participantes concluiu:

• Sonhos nos homens incluem mais carros, armas e agressividade.

• Sonhos nas mulheres incluem mais família e trabalho.

• Sonhos a cores são usuais se bem que 12% da população só sonha a preto e branco; alguns autores referem que estas pessoas em criança só viam televisão  a preto e branco.

Um grupo de investigação japonês criou um algoritmo que prevê o tipo de sonho com acertos da ordem dos 60% abrindo mais uma porta de acesso ao estudo do sono e dos sonhos.

Tipos de sonhos 

Pesadelos 

• Estes sonhos ocorrem geralmente na fase REM e mais no final da noite • A pessoa lembra-se do sonho e usualmente é uma situação de perigo e que causa grande stress obrigando a pessoa a acordar. • Se o paciente acordar deve acalmar-se. 

Terrores noturnos

• Ocorrem geralmente fim do sono NREM • O paciente pode gritar e gesticular de olhos abertos, com uma expressão de aterrorizado • Usualmente sem lembrança da situação  • Frequente nas crianças podendo ocorrer em adultos • Não se deve acordar o paciente e nas crianças não se deve falar no assunto na manhã seguinte    

Paralisia do sono

A pessoa acorda mas mantém-se paralisada.Acontece porque o córtex inicia atividade mas os músculos se mantêm em atonia. A pessoa está em estado de consciência acordado. 

Sonhos eróticos

Sexo e Sono – Clínica do Sono Dr. Anselmo Pinto

Mais frequente s nos jovens mas não exclusivos podem ocorrer com orgasmo

Sexsónia

Perturbação do sono no qual a pessoa tem atitudes sexuais que podem não passar de gemidos de caris sexual , vocalizações até ao ato sexual completo ou mesmo violação. O paciente tem nenhuma ou muito pouca memória da situação no dia seguinte. Se for acordado fica confuso com pouca consciência do ocorrido

Sonhos lúcidos

São sonhos durante os quais a pessoa tem consciência de que está a dormir e a sonhar podendo controlar e alterar o sonho.

Durante os sonhos habituais (em REM), a atividade do cortex frontal e parietal está diminuída, o que faz com que a pessoa se sinta acordada, porque não consegue utilizar as memórias que utiliza quando acordado, não conseguindo por isso realizar uma auto análise do seu eu interno; nos sonhos lúcidos, há um aumento da atividade do córtex frontal e parietal, ao ponto do sonhador saber que está a dormir e a sonhar, conseguindo ibnclusive controlar o próprio sonho.

Usando determinadas técnicas de treino pode conseguir-se ter esses sonhos mais facilmente. Estas técnicas podem ser usadas para melhorar algumas atividades como no desporto.

Alguns praticantes referem resultados positivos no auto controlo.

Perturbações do sono REM

Nestas situações o paciente tem o  córtex ativo em sono REM mas sem a  atonia normal nesta fase. A pessoa pode agir como no sonho podendo tomar qualquer atitude que pode mesmo ir até ao homicídio, sem que tenha noção da situação.

Fatores predisponentes 

Todas as anormalidades ocorridas durante o sono e/ou durante os sonhos podem ter factores predisponentes como:

• Genética 

• Stress

• Ansiedade, Depressão, 

• Traumas físicos e/ou emocionais,

• Drogas

• Medicações para a depressão, indutores do sono,

• Perturbações do sono tipo AOS

Alucinações hipnagógicas / hipnopompica

Não são sonhos mas sim a sensação de sentir, ver e ficar aterrorizado com situações irreais mas que causam enorme desconforto e muitas vezes pânico de iniciar o sono de tão reais que parecem.

Estas sensações podem ocorrer no inicio do sono (hipnagógicas) ou ao acordar (hipnopompicas), levando a um grande stress apesar do paciente ter a consciência quando acorda que nada era real.

Ilusões dos sonhos

Frequentes nos pacientes com narcolépsia.

Está presente em 65% de doentes com narcolépsia pelo menos  vez um por semana.

O paciente acorda e mantém a memória do sonho sem que tenha a consciência de que aquele ou aqueles fatos são ilusórios e ocorreram durante o sono.

Pode durar de minutos a semanas, ao contrario das alucinações hipnagógicas que duram segundos, podem ter um carácter inofensivo até ter um falso conhecimento do falecimento dos pais levando a contatar a funerária só dando conta do erro quando estão perante a verdadeira realidade.

Causas

Desconhecidas Hipóteses: são desconhecidas mas o codificar das memorias e/ou o descodificar das mesmas de uma forma anómala poderá ter relação

Sonhos premonitórios

Até hoje sem provas científicas de terem ocorrido na realidade mas conhecem-se alguns casos que são dados como exemplo notáveis ou pela personagem envolvida ou gravidade da situação. 

Abraão Lincoln sonhou, dias antes de morrer, que um guarda presidencial estava a velar o corpo do presidente do EU, que fora assassinado.

911 pessoas sonharam com um ataque terrorista como nunca antes relatado.

Varias pessoas relataram sonhos de um naufrágio dantesco antes do naufrágio do Titanic.

Sonhos criativos

Também nunca provados se bem que  tenha havido relatos de descobertas que os autores referem ter tido origem em sonhos Salvador Dali Beethoven Maquina de costura

Falsos acordares

Relatos de situações em que a pessoa se levanta e faz todas as rotinas e só muito mais tarde descobre que está a dormir.

Contacte-nos, podemos ajudar:

+351 226 061 430 | +351 918 200 505
geral.umce@gmail.com

Clinica do Sono Dr. Anselmo Pinto, 2017

Subscreva a nossa newsletter

Coloque aqui a sua questão ou pedido de informação

Marque já a sua consulta